Início
Seta
Publicações
Seta
Conhecimento em Foco
Seta
Comunicação engajadora em escritórios de advocacia: como chegar lá?

14/05/2024

Comunicação engajadora em escritórios de advocacia: como chegar lá?

Ione Moraes
Gerente de Gestão do Conhecimento e Comunicação Corporativa
Tatiana Olaya Velasquez
Coordenadora de Comunicação Corporativa
Clarissa Machado
Coordenadora de Gestão do Conhecimento

A quantidade de conteúdos relacionados a temas jurídicos publicados nas redes sociais e imprensa é notoriamente maior que a de alguns anos atrás. Como se destacar entre toda essa concorrência? Será que todo mundo é meu público-alvo? Como entregar valor diferenciado? Essas e outras perguntas serão respondidas ao longo deste artigo. Só podemos adiantar que colocar o cliente no centro do processo é um grande diferencial que parece óbvio, mas que na prática nem sempre é.

Quais os papéis das áreas de Comunicação e Gestão do Conhecimento dentro desse novo cenário?

Num mercado cada vez mais competitivo e de maior concorrência, a comunicação tem ganhado bastante espaço no mercado jurídico, tornando-se um diferencial estratégico para que escritórios e profissionais consigam alavancar seu posicionamento, mostrarem sua expertise de forma adequada e ganharem destaque, o que  acaba sendo um passo essencial no ganho de autoridade e notoriedade.

Ao trabalhar em parceria com Gestão do Conhecimento, junta-se o necessário ao favorável. Isto porque gestão do conhecimento traz informações chave de forma organizada e consistente, no momento certo, para quem precisa tê-las: o corpo técnico de um escritório.

Essa parceria facilita a criação de conteúdo que foca em diferentes públicos-alvo, cada vez mais personalizado, elemento essencial para garantir uma comunicação eficiente, estratégica e com continuidade a longo prazo. Além disso, permite entregar não apenas informações básicas e descritivas, mas com análises mais profundas e em linguagem didática e leve, que seja amigável e cativante para o leitor, um fator essencial para o engajamento.

Simplicidade, leveza e objetividade são cada vez mais valorizadas diante da rotina agitada que se vive, pois o tempo é um recurso extremamente valioso. Ao unirem-se Comunicação e Gestão do Conhecimento, garantem-se conteúdos com insights relevantes, produzidos de forma customizada, contínua e de forma leve e objetiva. As duas áreas, aqui no escritório, formam uma parceria de sucesso. Um exemplo muito claro é nossa newsletter Madrona Lab News.

Como se destacar na comunicação?

A democratização dos recursos de marketing marcou uma nova era na comunicação no mercado jurídico, pois recursos como e-books, posts em redes sociais, envio de newsletters, artigos na imprensa e outros instrumentos ganharam cada vez mais espaço. Começaram a ser enxergados pelo que são: recursos chave para awareness e, em consequência, uma janela para novas oportunidades. Em palavras mais simples, a concorrência ficou mais aquecida.

Nesse cenário, e com a constante quantidade de informações pelas quais os leitores são bombardeados constantemente, surge a dúvida de como fazer um conteúdo se destacar. Não há uma receita de bolo pronta para garantir que seguindo uma lista de passos sua estratégia terá sucesso garantido. A principal questão é entender para quem queremos falar, qual a mensagem queremos transmitir e como queremos que seja a interação com o leitor.

Na nossa iniciativa Madrona Lab, nossos profissionais especificam qual o aspecto relevante da novidade analisada, qual o potencial público-alvo e outras perguntas que facilitam a criação de conteúdo mais customizado. Para nós do Madrona Fialho, nossos textos não devem apenas informar sobre uma mudança legislativa ou decisão judicial, mas ter um toque a mais que agregue valor ao leitor.

Colocar ao cliente no centro do palco é chave para o valor diferenciado

As estratégias de comunicação devem sempre ser voltadas ao cliente, sob o ponto de vista de experiência de navegabilidade ou usabilidade dos produtos, mas pouco se fala na produção de textos. A experiência do cliente não se limita à navegabilidade; também é essencial se colocar no lugar dele. Por isso, ao se produzir um texto, ele deve ter linguagem clara, simples e objetiva.

Além disso, é essencial que o conteúdo fale a língua do cliente, ou pelo menos o coloque como centro da experiência de leitura. Isto começa pela seleção de palavras utilizadas, a estrutura do texto e o storytelling (ou seja, contar uma história).

A partir dessa premissa, certamente pode-se transformar positivamente a produção de textos e o engajamento do público leitor com eles. Assim, fortalecer o posicionamento do autor como especialista diante do seu público-alvo é uma consequência natural.