Início
Seta
Por que adotar linguagem simples em escritórios de advocacia?

26/06/2024

Por que adotar linguagem simples em escritórios de advocacia?

Ione Moraes
Gerente de Gestão do Conhecimento e Comunicação Corporativa

A linguagem simples visa a tornar a comunicação mais clara e eficaz, garantindo que as mensagens sejam compreendidas por um público mais amplo, sem que isso signifique sacrificar a precisão e a sofisticação do conteúdo.

No contexto jurídico, a aplicação de uma linguagem acessível pode trazer inúmeros benefícios na comunicação entre os profissionais do escritório, parceiros e clientes – e a sociedade em geral.

A importância da linguagem simples e clara, inclusive, é reconhecida pelo Conselho Nacional de Justiça. O  Pacto Nacional do Judiciário pela Linguagem Simples reconhece que a linguagem simples tem papel importante para aproximar a sociedade do Judiciário. O Superior Tribunal de Justiça formou grupo de trabalho para atuar em ações que promovam o uso da linguagem simples. A Prefeitura Municipal de São Paulo também usa linguagem simples em seus órgãos da administração direta e indireta, e a Agência Nacional de Águas e Saneamento Básico (ANA) também tem seu projeto de linguagem simples. Esses são alguns exemplos de ações que colocam o público no centro, para que a prestação de serviços seja cada vez mais assertiva.

Linguagem simples, nossos valores e resultados

No Madrona Fialho Advogados, adotar a linguagem simples significa colocar nossos valores de “simplicidade que aproxima” e “excelência inegociável” em prática. Isso porque a linguagem simples não só facilita a compreensão e a comunicação, mas também melhora a eficiência e a satisfação dos clientes, sejam internos ou externos; o resultado é termos mais transparência e confiança nos serviços que prestamos.

A linguagem simples é uma prática de comunicação que transforma informações complexas em mensagens acessíveis, promovendo um ambiente de trabalho mais colaborativo e eficiente. Além disso, a eficiência nas comunicações internas e externas pode levar a um aumento na produtividade e na satisfação do cliente, criando uma base sólida para um relacionamento profissional próximo e de sucesso.

Com o uso da linguagem simples, nosso corpo jurídico se aproxima de nossos clientes, que compreendem mais facilmente informações jurídicas complexas. Assim, transformamos em simples o que poderia ser complexo, com comunicação transparente, objetiva, clara e fácil de entender, para que as melhores decisões possam ser tomadas, no tempo certo.

Incentivamos o uso da linguagem simples, investindo em treinamentos para nossos profissionais. A área de Gestão do Conhecimento oferece treinamentos, em parceria com Comunicação, para que nossa mensagem seja simples, sem perder a sofisticação dos serviços que prestamos.

Conheça alguns benefícios do uso da linguagem simples

Melhor compreensão: O uso de uma linguagem clara e direta facilita a compreensão do texto legal por nossos clientes, juízes e outros profissionais do direito. Isso é crucial, já que muitos leitores podem não ter familiaridade com o jargão jurídico, o famoso “juridiquês”.

Eficiência na comunicação: Textos mais claros permitem que os leitores localizem rapidamente as informações relevantes, economizando tempo de leitura e análise e reduzindo a necessidade de esclarecimentos adicionais.

Maior engajamento com conteúdo: Bombardeados por e-mails e conteúdo chegando por redes sociais e aplicativos, leva o público a fazer uma leitura, em tela, mais rápida e superficial. A adoção de uma linguagem simples pode aumentar o engajamento com o conteúdo, resultando em uma comunicação mais eficaz.

Negociações mais eficazes: Documentos escritos com linguagem simples são mais fáceis de serem entendidos por todas as partes envolvidas, o que pode levar a negociações mais produtivas e melhores resultados nas operações, negócios e objetivos das partes.